Socorro concorre em quatro categorias do Prêmio Top Destinos Turísticos 2021

Gruta do Anjo é um dos roteiros em Socorro Foto: Prefeitura/Divulgação

O Enduro da Independência 2021 terminou em Socorro (com a chegada e a premiação no feriado de 7 de setembro num enorme sucesso), que é uma referência em diferentes segmentos de turismo. Não é à toa que a cidade é finalista em quatro das 16 categorias do Prêmio Top Destinos Turísticos 2021: turismo de aventura, turismo rural, ecoturismo e turismo social.

“Das quatro categorias, em três, é a primeira vez que estamos concorrendo. No turismo social, a gente está concorrendo pela terceira vez e a gente quer o tricampeonato”, explicou a Secretária de Turismo de Socorro, Ana Monteiro.

A premiação identifica e seleciona os melhores destinos turísticos do Estado de São Paulo. Nesta terceira edição, pela primeira vez, um dos critérios na pontuação é o voto popular pela internet, até 15 de outubro.

Em seguida, os seis municípios melhores pontuados concorrentes serão analisados pela comissão técnica julgadora. Os finalistas em cada categoria serão divulgados no dia 1º de novembro.

O anúncio dos vencedores será na cerimônia de premiação, prevista para 30 de novembro, no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo.

Referência em acessibilidade

Desde que o Prêmio Top Destinos Turísticos 2021 foi criado, Socorro é a vencedora no prêmio de turismo social. O regulamento lista que os concorrentes nesta categoria devem apresentar “forma de conduzir e praticar a atividade turística promovendo a igualdade de oportunidades, a equidade, a solidariedade e o exercício da cidadania na perspectiva da inclusão”.

Maria Fumaça 208 é uma das atrações de Socorro Foto: Prefeitura/Divulgação

Ana Monteiro destacou que as premiações nacionais são o resultado de um trabalho iniciado há 16 anos para estruturar a cidade para atender a esse público.

“Socorro foi preparada para ser uma referência em acessibilidade. Em 2005, houve um convênio com a ONG Aventura Especial e foi feito um diagnóstico das atividades de aventura que tínhamos e o que seria necessário para adaptá-las para as pessoas com deficiência”.

Após o diagnóstico, todas as atividades e pontos turísticos públicos foram adaptados entre 2005 e 2007. De acordo com Ana Monteiro, em seguida, o município pode fazer outro convênio, desta vez, com o Ministério do Turismo para implantar o projeto “Socorro Acessível”.

“A intenção deste convênio era adaptar os pontos turísticos públicos para receber as pessoas com deficiência e capacitar a mão de obra local para trabalhar em conjunto. Com isso, Socorro virou referência e recebeu prêmios, como o Rainha Sofia, da Espanha. For isso que a gente concorreu duas vezes ao Top Destinos Turísticos e ganhamos”.

Reconhecimento e divulgação do turismo

Voo de parapente no Pico da Cascavel em Socorro Foto: Prefeitura/Divulgação

A Secretária Municipal de Turismo, Ana Monteiro, explicou que a terceira edição é a primeira em que as cidades podem concorrer em mais de uma categoria.

Socorro tenta a primeira premiação em Turismo de Aventura, onde são analisados “movimentos turísticos decorrentes da prática de atividades de aventura de caráter recreativo e não competitivo”.

Também compete entre as candidatas em ecoturismo, que analisa a utilização “de forma sustentável, o patrimônio natural e cultural, incentiva sua conservação e busca a formação de uma consciência ambientalista por meio da interpretação do ambiente, promovendo o bem-estar das populações”.

A terceira é “Turismo Rural”, que considera as “atividades turísticas desenvolvidas no meio rural, comprometido com a produção agropecuária, agregando valor a produtos e serviços, resgatando e promovendo o patrimônio cultural e natural da comunidade”.

Fazenda 7 Senhoras, em Socorro, oferece experiência da produção de café. Foto: Johnny Mazzilli

“Socorro oferece tudo isso de uma maneira muito forte, muito bonita. É uma cidade onde a gente tem a possibilidade de atender o turista em todos estes segmentos. A gente tem produtos para atrair todos os públicos que buscam todas estas categorias”, afirmou a secretária.

Ana Monteiro confirmou que o turismo é um dos pilares da economia de Socorro, ao lado da agricultura. Estar entre os finalistas, independente de conquistar as premiações, aumenta a visibilidade da cidade para atrair mais visitantes.

“São reconhecimentos que vem de instituições que estão envolvidas com o turismo e ajudam mais fortemente a divulgar o nosso destino. Ser merecedor da premiação contribui muito nessa parte de divulgação”, comentou.

Texto: Misto Quente Comunicação

Fotos: Prefeitura de Juiz de Fora/Johnny Mazzilli

Coordenação: Lúcio Pinto Ribeiro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.